NOTÍCIAS





Out of home: em busca dos consumidores, onde eles estiverem

5 de Dezembro de 2019


Para os anunciantes, era preciso estar onde os consumidores estavam. De certa forma, este pensamento já era o embrião do que hoje conhecemos como Out of Home (“fora de casa”), cujo acrônimo é OOH. Ou seja, a mídia que atinge as pessoas em qualquer lugar que não seja aquele onde elas moram.

Hoje, a mídia Out Of Home é considerada a última das mídias de massa, e engloba de tudo: outdoors, cartazes, adesivos de ônibus, painéis de ponto de ônibus, aeroportos e de estações de metrô, quiosques de shopping e qualquer tipo de formato que pretenda atingir os consumidores fora de casa, 24 horas por dia, sete dias por semana, com conteúdo dinâmico e sempre com o objetivo de chamar a atenção.

Novos formatos de OOH surgem todo dia. Você pode se manter informado pelo site da Associação Brasileira de Out of Home (ABOOH).

Um bom exemplo: Walkers constrói uma máquina de vendas acionadas por tweet

A estratégia da amostra grátis é uma antiga aliada de qualquer marca que deseja tornar seu produto conhecido e que queira mimar o consumidor com um presentinho. Nesse case de mídia OOH essa estratégia ganha dimensões muito mais impressionantes: a Walkers transforma um painel de ponto de ônibus em uma máquina de “venda” de batatas, que é acionada por tweets.

A ação fez parte da campanha “faça-nos um sabor”, em Londres, e distribuía gratuitamente pacotes de batatas para aqueles usuários que enviasse um tweet para @Walkers_busstop. A propaganda chamou atenção tanto pela tecnologia de acionar a máquina via twitter, quanto pela imagem do ex-jogador de futebol, Gary Lineker, que era transmitida no display, dando a impressão de que ele estava mesmo ali, jogando as batatas para os usuários.


Compartilhe: